CÓDIGO DA FONTE ESPECIAL: CÓDIGO BIBLIOTECA AJAX:

23 de junho de 2017

Um sacerdote precisa da sua oração

No dia da Solenidade do Sagrado Coração de Jesus – comemorada nesta sexta (23) – a Igreja também celebra uma data especial. Em 1995, o Papa João Paulo II, ao acolher a sugestão da Congregação para o Clero, inaugurou o Dia de Oração pelos Sacerdotes. Desde então todas as igrejas do mundo são convidadas a rezar com maior afinco pelos padres e pelos desafios que eles encontram no ministério sacerdotal.


Por que rezar pelo clero?

Há um abismo entre Deus e o homem. Mas na Sua Misericórdia, Deus escolheu homens com a vocação de ligação entre o Céu e a Terra. São os sacerdotes, os encarregados das coisas sagradas.

Cristo mesmo foi quem instituiu esta missão na Quinta-Feira da Paixão, ao partir o pão e lavar os pés dos discípulos. Com este chamado, a cada Missa, o sacerdote atualiza o mistério de morte e ressurreição de Jesus; ele age In Persona Christi, na Pessoa de Cristo.

A vocação é sublime, mas os combates são grandes. Assim como todo cristão, o padre precisa lutar contra o pecado que reside nele e no rebanho que Deus a ele confiou. Neste percurso, a vida de oração do sacerdote é posta à prova e, caminhando na vontade de Deus, amadurecida.

É aqui que entra a necessidade da oração pelos padres. A Igreja é uma família que, completamente ligada entre si, acredita no dogma da comunhão dos santos: quando uma alma sofre ou peca, faz mal a todos; quando uma alma se eleva, eleva a todos.

“A intercessão é uma oração de petição que nos conforma de perto com a oração de Jesus. É Ele o único intercessor junto do Pai em favor de todos os homens, em particular dos pecadores (107). Ele «pode salvar de maneira definitiva aqueles que, por seu intermédio, se aproximam de Deus, uma vez que está sempre vivo, para interceder por eles» (Heb 7, 25). O próprio Espírito Santo «intercede por nós [...] intercede pelos santos, em conformidade com Deus» (Rm 8, 26-27)”

Interceder, pedir a favor de outrem, é próprio, desde Abraão, dum coração conforme com a misericórdia de Deus. No tempo da Igreja, a intercessão cristã participa na de Cristo: é a expressão da comunhão dos santos. Na intercessão, aquele que ora não «olha aos seus próprios interesses, mas aos interesses dos outros» (Fl 2, 4), e chega até a rezar pelos que lhe fazem mal (108)”.

Catecismo da Igreja Católica 2634 -2635

Ao orar por um sacerdote, pode-se até não se conhecer os problemas ou desafios pelos quais ele passa, mas o Espírito que sonda os corações conhece a tudo e sabe muito bem do que cada ministro do altar precisa.

Jesus, Sumo Sacerdote, pelo pedido dos fieis, intercede por Seus escolhidos e adentra a luta pela santidade dos padres do mundo inteiro. Cristo age desta maneira, porque quer o coração dos sacerdotes semelhante ao d’Ele, Ele quer amar por meio deles – pois como afirma São João Maria Vianney, "é o sacerdote quem continua a obra da redenção na terra". 

Nenhum comentário:

Postar um comentário