CÓDIGO DA FONTE ESPECIAL: CÓDIGO BIBLIOTECA AJAX:

3 de junho de 2017

Papa propõe outubro de 2019 como mês de oração e reflexão sobre a missão

O Santo Padre encontrou, na manhã deste sábado (03/6), na Sala Clementina, cerca de 170 participantes na Assembleia das Pontifícias Obras Missionárias.

No discurso que entregou aos presentes, o Papa afirma “que se preocupa com as Pontifícias Obras Missionárias, muitas vezes reduzidas a uma organização que coleta e distribui, em nome do Papa, ajudas econômicas para as Igrejas mais necessitadas”.

Francisco diz ainda estar ciente de que os membros das POM estão tentando novas formas, métodos mais adequados, mais eclesiais para desenvolver seu serviço em prol da missão universal da Igreja.

A este propósito, Francisco recorda textualmente: “Para renovar o ardor e a paixão, motores espirituais da atividade apostólica de inúmeros santos e mártires missionários, aceitei, com muito prazer, a sua proposta, elaborada com a Congregação para a Evangelização dos Povos, de convocar um momento extraordinário de oração e reflexão sobre a “missio ad gentes”.

Por isso, promete que pedirá a toda a Igreja para dedicar o mês de outubro de 2019 a esta finalidade. O mês extraordinário de oração e reflexão sobre a missão, como a primeira evangelização, diz ainda o Papa, servirá para uma maior renovação da fé eclesial, para que seu coração atue sempre a Páscoa de Jesus Cristo, único Salvador, Senhor e Esposo da sua Igreja.

Renovação, frisa Francisco, “exige viver a missão como oportunidade permanente de anunciar Cristo, mediante o testemunho e o encontro pessoal com ele.

A preparação deste tempo extraordinário, dedicado ao primeiro anúncio do Evangelho, segundo o Papa, deve ajudar-nos sempre a sermos mais Igreja em missão.

A este respeito, Francisco expressa ainda seus votos, dizendo: “Espero que o mês de outubro de 2019 seja um momento propício, a fim de que a oração, o testemunho de tantos santos e mártires da missão, a reflexão bíblica e teológica, a catequese e a caridade missionária possam contribuir para evangelizar, antes de tudo, a Igreja; que ela, ao reencontrar o frescor e o ardor do primeiro amor pelo Senhor crucificado e ressuscitado, possa evangelizar o mundo com credibilidade e eficácia evangélica”.

Francisco espera ainda que “a assistência espiritual e material que os membros das POM dão às Igrejas, possa torná-las cada vez mais fundadas no Evangelho e no envolvimento batismal de todos os fiéis, leigos e clérigos, em prol da única missão da Igreja. Que o amor de Deus os torne mais próximos de cada homem, especialmente dos mais necessitados de sua misericórdia”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário