CÓDIGO DA FONTE ESPECIAL: CÓDIGO BIBLIOTECA AJAX:

14 de março de 2017

Cardeal Sergio da Rocha participou de homenagem à CF 2017

A Campanha da Fraternidade 2017 foi homenageada na manhã desta segunda-feira, 13, durante uma Sessão Solene na Câmara dos Deputados. Com o Tema: “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida”, e lema “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2.15), a Campanha deste ano busca alertar a população para os cuidados com o meio ambiente, em especial os biomas brasileiros.

Representando a Igreja do Brasil estavam presentes o Cardeal Sergio da Rocha, Arcebispo de Brasília e Presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o Bispo auxiliar de Brasília e Secretário-geral da CNBB, Dom Leonardo Steiner e o Padre Luis Fernando da Silva, que é coordenador da Campanha da Fraternidade 2017.

Sessão Solene

A Sessão Solene que aconteceu no Plenário Ulysses Guimarães, foi solicitada pelos deputados: Roney Nemer (PP/DF), Nelson Pellegrino (PT/BA), Alessandro Molon (Rede Sustentabilidade/ RJ), Izalci Lucas (PSDB/DF), Vicentinho (PT/SP), Carlos Zarattini (PT/SP) e Luiz Couto (PT/PB).

Entre os deputados presentes, foi unânime a fala sobre a importância da Campanha da Fraternidade para o Brasil, que há mais de 50 anos aborda temas de grande relevância para o bem estar da sociedade civil e valorização da vida humana sob o olhar doutrinal da Igreja.

Importância dos Biomas para a vida dos seres humanos 

Com a palavra, Dom Leonardo agradeceu a oportunidade de expor o tema da Campanha na “Casa do Povo”. O Secretário-geral falou da importância dos Biomas para a vida dos seres humanos e explicou o real sentido da Campanha deste ano, que quer aprofundar na questão da vida e do cuidado e atenção na preservação dos Biomas naturais.

Dom Leonardo aproveitou o ensejo para salientar às autoridades dos poderes públicos o quão importante é criar políticas públicas de preservação dos Biomas, e deu como exemplo o próprio Bioma Cerrado, no qual, por falta de preservação está sendo destruído e já vem dando sinais do seu desgastes, como por exemplo, na falta de água.

Que esta campanha ajude abrir os nossos olhos

“A falta d’água não é apenas porque não chove. Os rios aéreos não chegam mais ao cerrado porque não tem mais como chegar: estamos eliminando as matas, o cerrado. É importante que nesta casa legislativa este bioma também seja protegido. Faço um apelo aqui para que o nosso bioma cerrado possa ser melhor cuidado, melhor preservado. Que esta campanha ajude abrir os nossos olhos e principalmente os nossos corações para que a nossa casa seja um lugar para o convívio de todos”, finalizou Dom Leonardo.

Já o padre Fernando, agradeceu a oportunidade e em especial, a todos que ajudaram na realização da Campanha da Fraternidade, desde aqueles que ajudaram na elaboração dos subsídios mas também, por todas as iniciativas espalhadas pelo Brasil para que a Campanha chegue em todos os lugares, até aqueles mais remotos.

Homenagem à Campanha

Ao final da Sessão, o Cardeal Dom Sergio da Rocha também agradeceu a abertura da Casa para a homenagem à Campanha. Dom Sergio explicou que a Campanha nos convida a não só conhecer mais sobre os Biomas do Brasil, mas também a conscientizar sobre a real colaboração de cada um na preservação desses ambientes.

Referindo-se à mensagem do Papa Francisco que foi transmitida ao Brasil pelo lançamento da Campanha da Fraternidade, Dom Sergio destacou a valorização dos povos originais, em especial, os povos indígenas, “devemos defender a vida e cultura desses povos”.

O cardeal também pediu uma maior participação dos poderes públicos na criação de ações de preservação dos Biomas, além de criação de leis de proteção ambientais mais incisivas e diretas. A Sessão foi encerrada com o Hino e clipe da Campanha da Fraternidade 2017.

Nenhum comentário:

Postar um comentário