CÓDIGO DA FONTE ESPECIAL: CÓDIGO BIBLIOTECA AJAX:

10 de janeiro de 2017

Subsídios para semana ecumênica já estão online

Papa com líderes luteranos na Suécia
Já estão online - e em português - os subsídios para a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos e para todo o ano 2017.
O material foi preparado e publicado conjuntamente pelo Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos e a Comissão Fé e Constituição do Conselho Mundial de Igrejas.
O tema deste ano é inspirado no quinto capítulo da segunda Carta de São Paulo aos Coríntios: “Reconciliação – É o amor de Cristo que nos impele”.

500 anos da Reforma

De modo especial, o tema deste ano recorda um evento que marcou a vida da Igreja ocidental: os 500 anos da reforma proposta por Martinho Lutero.

“A Comissão Luterana-Católica Romana sobre a Unidade tem trabalhado com afinco para produzir uma compreensão partilhada dessa comemoração”, lê-se no subsídio. “Seu importante documento, Do Conflito à Comunhão, reconhece que ambas as tradições abordam esse aniversário numa era ecumênica, após as conquistas de cinquenta anos de diálogo e com novas compreensões de sua própria história e teologia. Deixando à parte o que é polêmico, nas visões teológicas da Reforma, católicos agora são capazes de ouvir o desafio de Lutero para a Igreja de hoje, reconhecendo-o como uma ‘testemunha do evangelho’ (Do Conflito à Comunhão 29). E assim, depois de séculos de condenações e depreciações mútuas, em 2017 cristãos luteranos e católicos irão pela primeira vez comemorar juntos o começo da Reforma.”

Celebração

No Hemisfério Norte, o período tradicional para a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos vai de 18 a 25 de janeiro. Essas datas foram propostas em 1908 porque cobriam os dias entre as festas de São Pedro e São Paulo, tendo portanto um valor simbólico. No Hemisfério Sul, já que janeiro é tempo de férias, as Igrejas frequentemente escolhem outros dias para celebrar a Semana de Oração, como, por exemplo, perto de Pentecostes, que é também uma data simbólica para a unidade da Igreja. 

Fonte: Rádio Vaticana 

Nenhum comentário:

Postar um comentário