CÓDIGO DA FONTE ESPECIAL: CÓDIGO BIBLIOTECA AJAX:

21 de março de 2016

Missas de Ramos 2016

A paróquia de Nossa Senhora do Rosário, vivenciou neste Domingo de Ramos a partir das 06:30h,  a Procissão de Fé, no Bairro São Francisco.
Hoje os fiéis carregam ramos, recordando o acontecimento. Imitando o gesto do povo em Jerusalém, querem exprimir que Jesus é o único mestre e Senhor.
A procissão de entrada, que recorda a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém, é a abertura solene da Semana Santa.
Este domingo é chamado assim porque o povo cortou ramos de árvores, ramagens e folhas de palmeiras para cobrir o chão onde Jesus passava montado num jumento. Com folhas de palmeiras nas mãos, o povo o aclamava "Rei dos Judeus", "Hosana ao Filho de Davi", "Salve o Messias"... E assim, Jesus entra triunfante em Jerusalém despertando nos sacerdotes e mestres da lei muita inveja, desconfiança, medo de perder o poder. Começa então uma trama para condenar Jesus à morte e morte de cruz. - See more at: http://www.catequisar.com.br/texto/materia/celebracoes/semanasanta/15.htm#sthash.hBfV74Ny.dpuf
As 7:00h, foi celebrado a Santa Missa de Ramosna Capela de Nossa Senhora Guadalupe.
A partir desta celebração, escutaremos o relato da Paixão segundo variados textos da Sagrada Escritura. 
A finalidade desta celebração é a preparação imediata para a Páscoa, por isso, no Domingo de Ramos se proclama o Evangelho da paixão de Jesus Cristo. 
De acordo com a tradição, na Semana Santa proclama-se os textos referentes ao mistério pascal de Cristo, conectando essas celebrações com a Sexta-feira da Paixão. 
“Bendito o Rei que vem em nome do Senhor!
Padre Francisco de Assis, vivenciando o Ano da Misericórdia e abrindo a Semana do mistério central de Jesus, a Semana Santa, em Alto do Rodrigues/RN.
O Domingo de Ramos pode ser chamado também de "Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor", nele, a liturgia nos relembra e nos convida a celebrar esses acontecimentos da vida de Jesus que se entregou ao Pai como Vítima Perfeita e sem mancha para nos salvar da escravidão do pecado e da morte. Crer nos acontecimentos da Paixão, Morte e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo, é crer no mistério central da nossa fé, é crer na vida que vence a morte, é vencer o mal, é também ressuscitar com Cristo e, com Ele Vivo e Vitorioso viver eternamente. É proclamar, como nos diz São Paulo: '"Jesus Cristo é o Senhor", para a glória de Deus Pai' (Fl 2, 11). - See more at: http://www.catequisar.com.br/texto/materia/celebracoes/semanasanta/15.htm#sthash.hBfV74Ny.dpuf
O Domingo de Ramos pode ser chamado também de "Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor", nele, a liturgia nos relembra e nos convida a celebrar esses acontecimentos da vida de Jesus que se entregou ao Pai como Vítima Perfeita e sem mancha para nos salvar da escravidão do pecado e da morte. Crer nos acontecimentos da Paixão, Morte e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo, é crer no mistério central da nossa fé, é crer na vida que vence a morte, é vencer o mal, é também ressuscitar com Cristo e, com Ele Vivo e Vitorioso viver eternamente. É proclamar, como nos diz São Paulo: '"Jesus Cristo é o Senhor", para a glória de Deus Pai' (Fl 2, 11). - See more at: http://www.catequisar.com.br/texto/materia/celebracoes/semanasanta/15.htm#sthash.hBfV74Ny.dpuf
Este domingo é chamado assim porque o povo cortou ramos de árvores, ramagens e folhas de palmeiras para cobrir o chão onde Jesus passava montado num jumento. Com folhas de palmeiras nas mãos, o povo o aclamava "Rei dos Judeus", "Hosana ao Filho de Davi", "Salve o Messias"... E assim, Jesus entra triunfante em Jerusalém despertando nos sacerdotes e mestres da lei muita inveja, desconfiança, medo de perder o poder. Começa então uma trama para condenar Jesus à morte e morte de cruz. - See more at: http://www.catequisar.com.br/texto/materia/celebracoes/semanasanta/15.htm#sthash.hBfV74Ny.dpuf






A entrada do Salvador em Jerusalém é anúncio e figura da ressurreição. Mas vai além disso: é o anúncio da vinda gloriosa de Cristo no fim dos tempos para fazer entrar na Nova Jerusalém (o céu) todos que o seguiram com fidelidade. 
A liturgia de Ramos resume e prepara a grande celebração da morte e ressurreição do Senhor. De um lado aclamamos Jesus, rei humilde, servidor do povo, glorificado pelo Pai e constituído Senhor do universo. Depois, na Liturgia da Palavra, é proclamado o evangelho da paixão e morte de Jesus, colocando os fiéis diante da realidade da cruz, sinal máximo do amor de Deus pelos homens.








Padre Francisco, continuou celebrando neste Domingo de Ramos:
  • 17h - Santa Missa na Capela de São Francisco (Comun. São José)
  • 19h - Procissão saindo da praça das crianças até a Matriz
  • 19h30 - Santa Missa na Matriz de Nossa Senhora do Rosário

Nenhum comentário:

Postar um comentário